SERVOS DE DEUS


Amados Irmãos em Cristo,

Nós, os membros da nova direcção nacional da comunhão de Igrejas de irmãos em Portugal (CIIP) que tomou posse na última Assembleia-geral no passado dia 17 de Março, vem, por este meio, saudar cada igreja local que faz parte desta comunhão. Escrevemo-vos com o desejo de demonstrar esta comunhão através de um encorajamento mútuo no serviço do nosso Deus e Senhor.

Somos todos servos de Deus
Antes de conhecermos Cristo, éramos todos “servos do pecado”. Mas agora, em Cristo: “Libertados do pecado, fomos feitos servos de Deus”. (Rm 6: 20, 21)
Nunca nos esquecemos da grandeza do privilégio que é nosso de sermos servos de Deus e de cooperar com Ele na Sua obra gloriosa. (2Cor 6: 1)
Que tenhamos sempre a ousadia de Esdras e responder, como ele, a todas que nos queiram desencorajar dizendo: “Nós somos servos do Deus dos céus e da terra…” (Es 5: 11)

Como servos de Deus temos a responsabilidade de viver vidas dignas do nosso Senhor.
Temos de ter o cuidado de não dar escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado. Antes como ministros de Deus, a nossa responsabilidade é sermos recomendáveis em tudo. (2Cor 6: 3,4)
O apóstolo Paulo escreveu a Timóteo: “Ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor… (2Tim 2: 24)

Nunca nos esqueçamos que Deus nos vai chamar para darmos contas do nosso serviço
Lemos, na parábola dos dez talentos, que: “Muito tempo depois, veio o Senhor daqueles servos e fez contas com eles.” (Mat 25: 19)
O autor da epístola aos Hebreus escreve acerca daqueles que servem a Deus na igreja local, que eles cuidam dos crentes como quem deve prestar contas. (Hb 13: 17)

O nosso serviço fiel vai ser ricamente recompensado
O apóstolo Pedro escreveu que os presbíteros, que tem cuidado do rebanho de Deus, vão alcançar a “incorruptível coroa de glória” quando aparecer o Sumo Pastor.(IPed 5: 4)
O próprio Senhor Jesus falou do servo fiel e prudente que Ele constituiu sobre a Sua casa, para dar sustento a seu tempo. E disse: “Bem-aventurado aquele servo que o Senhor, quando vier, achar servindo assim” (Mat 24: 45, 46)
Amados irmãos em Cristo trabalhemos fielmente ao nosso Senhor e em comunhão uns com os outros para que todos possamos ouvir dEle: “Bem, servo bom e fiel.., entra no gozo do teu Senhor.” (Mat 25: 21)

Colocamo-nos ao vosso dispor em algo que possamos fazer para ajudar a igreja local onde os amados irmãos estão a servir a Deus. Não hesitem em nos contactar.

Sem outro assunto, subscrevemo-nos com amor em Cristo Jesus nosso Senhor.

A Direcção da Comunhão de Igrejas de irmãos em Portugal,
Samuel Pereira, Manuel F. Costa, José António Xavier, Ivan Fletcher, Jorge Adrião.