IGREJA


Amados Irmãos em Cristo,

Nós, os membros da Direcção Nacional da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal (CIIP), escrevemo-vos em Nome do Senhor Jesus Cristo, para trazermos à memória: “o que é, e qual é, o valor da Igreja da qual todos somos membros”.

A Igreja não é uma organização humana, mas é a Igreja de Deus (I Cor. 15:9);

A Igreja é “o Templo Santo do Senhor” (I Cor. 3:16,17);

A Igreja é “o Corpo de Cristo”, do qual O Senhor Jesus Cristo é a “Cabeça” (Ef. 1:22,23).

Todas as denominações e organizações são invenções humanas, mas a Igreja é Criação de Deus !

Todas as organizações e denominações humanas são temporárias e temporais, mas a Igreja de Deus é espiritual e eterna.

Quando aparecer a “Glória do Grande Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo”, Ele vem, não somente para levar para Si mesmo cada crente individualmente, mas sim para buscar a Sua Igreja, da qual cada crente inevitavelmente faz parte, o “Povo Seu Especial” (Tito 2:13,14).

Nunca devíamos esquecer que “Cristo amou a Igreja, e a Si mesmo se entregou por ela, para a santificar … para a apresentar a Si mesmo Igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” (Ef. 5:25 a 27).

O Senhor Jesus Cristo chama à Igreja “Minha Igreja” e é Ele que edifica a Sua Igreja (Mat. 16:18). Ele vai apresentar a Si Mesmo esta Igreja Gloriosa e a Igreja de Deus continuará, por toda a eternidade, unida a Cristo num só, num casamento espiritual e eterno. Cristo o Noivo e a Igreja a Noiva unidos para todo o sempre (Ef. 5:31, 32 e Ap. 19:7 a 9).

Irmãos, cada Igreja local onde servimos o Nosso Senhor é essa gloriosa Igreja naquela localidade !

É um grande privilégio ser membro desta Igreja tão gloriosa, mas temos uma grande responsabilidade para apascentar “a Igreja de Deus que Ele resgatou com Seu próprio Sangue” (At. 20:28).

Irmãos em Cristo, somos todos “despenseiros (mordomos) da Casa de Deus (Tito 1:7), mas sabemos que servindo fielmente ao Nosso Senhor e “servindo de exemplo, … alcançaremos a incorruptível coroa de glória … quando aparecer o Sumo Pastor” (I Pedro 5:1 a 4).

Que Deus vos abençoe.

Mais uma vez, a Direcção da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal quer lembrar-vos que existimos para servir a cada Igreja Local.

Havendo algo que possamos fazer para ajudar a Igreja Local, onde os Amados Irmãos estão a servir a Deus, a ser mais digna do Nosso Senhor, não hesitem em nos contactar.

Sem outro assunto, subscrevemo-nos, com amor em Cristo Jesus, Nosso Senhor.

A Direcção da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal,
Samuel Pereira, Joel Pereira, Victor Encarnação, António Alves, Ivan Fletcher.