A NOSSA VISÃO


Amados Irmãos em Cristo,

Deus diz-nos: “Onde não há revelação divina, o povo se desvia; mas como é feliz quem obedece à lei” (Prov. 29:18.)

A palavra neste versículo traduzida por “revelação divina”, e em algumas traduções por “profecia”, deriva de uma palavra que significa “ver” ou “contemplar”. Portanto representamos o versículo como: “Onde não há visão, o povo se desvia …

Nós, os membros da direcção nacional da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal (CIIP), escrevemo-vos, mais uma vez, com o desejo de mostrar a nossa comunhão compartilhando convosco algumas considerações acerca da importância de manter a nossa visão viva.

É muito fácil perder a visão do alvo que está diante de nós; a esperança da vocação com que Deus nos chamou. É fácil deslizarmos até ao ponto de reduzir a nossa vida espiritual à rotina de mera assistência às reuniões e até a um certo tipo de entretenimento espiritual em vez de manter bem viva a visão da glória do nosso Senhor e da Sua gloriosa Igreja da qual somos membros e da razão de toda a nossa actividade espiritual:

1. Testemunhar, evangelizar e participar em acções missionárias para glorificar o nosso Senhor na salvação de almas do inferno e não somente para angariar membros para a nossa congregação.

2. Pregar a palavra de Deus para a transformação de pessoas na imagem gloriosa de Cristo e não para mostrar a nossa sabedoria bíblica.

3. Reunirmo-nos como igreja para glorificar o Senhor e para a edificação da Sua Noiva e não somente para nos sentirmos aconchegados com bênçãos espirituais.

Os amados irmãos podem, com certeza, acrescentar muito mais pensamentos nesta mesma linha, tendo sempre em mente a visão do movimento chamado de irmãos em que na igreja todos somos irmãos e cada um tem a responsabilidade de contribuir com os seus dons. Nunca percamos a visão de Jesus, autor e consumador da fé. (Heb. 12:2.)

Desejamos aos amados irmãos as mais ricas bênçãos do Senhor no Seu serviço, durante o ano 2005 ou até que o Senhor venha, e, mais uma vez, declaramos que estamos ao vosso dispor em algo que possamos fazer para ajudar a igreja local onde os amados irmãos estão a servir a Deus. Não hesitem em contactar-nos.

Sem outro assunto, subscrevemo-nos com amor em Cristo Jesus nosso Senhor.

A Direcção da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal,
Samuel Pereira, Joel Pereira, Victor Encarnação, António Alves, Ivan Fletcher.