A BÍBLIA MANUSCRITA


Amados Irmãos em Cristo,

A Palavra de Deus sempre teve uma grande importância entre nós como irmãos em Cristo. O nosso Senhor Jesus Cristo disse ao Pai em oração:

“A Tua Palavra é a Verdade” ( João 17: 17 )
 e ela é: “A Palavra da fé que pregamos” ( Rom. 10: 8 )
 e nós, que somos dele reconhecemos que fomos:
“De novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela Palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.” ( I Ped. 1: 23 )
e, para vivermos a vida vitoriosa em Cristo, é importante que:
A Palavra de Cristo habite em nós abundantemente, em toda a sabedoria. (Col. 3: 16.)

Por esta razão nós, os membros da direcção nacional da comunhão de Igrejas de irmãos em Portugal (CIIP), escrevemo-vos para chamar a atenção dos amados irmãos para o projecto: “A Bíblia manuscrita” que é da iniciativa da “Sociedade Bíblica de Portugal” e que se vai realizar no nosso meio. “A Bíblia manuscrita jovem” já se realizou durante o mês de Abril e despertou certo interesse entre os jovens do país e não só. O evento principal vai acontecer, querendo Deus, entre 5 e 21 de Novembro de 2004 com a escrita da Bíblia simultaneamente nas 22 capitais de Distrito. Este evento vai, com certeza, despertar, ao nível nacional, um interesse pelas Escrituras.

Tomamos a liberdade de incentivar os amados irmãos a envolverem-se neste evento e aproveitar dele para testemunhar de Cristo. Deixamos aqui algumas sugestões:

– As igrejas poderiam imprimir convites, folhetos etc., tendo como tema as Escrituras, que poderiam ser distribuídos nessa altura.

– As igrejas poderiam organizar palestras, pregações etc. com base nas Escrituras aproveitando assim do interesse que o evento despertará.

– Aqueles que têm a possibilidade de participar na escrita poderiam convidar amigos e vizinhos descrentes para também escreverem um versículo e aproveitar desta oportunidade para testemunhar de Cristo. As Igrejas, além de encorajarem os membros a participar, podiam mandar imprimir convites para serem usados nesta iniciativa.

Tomamos a liberdade de apresentar estas possibilidades perante os amados irmãos mas cada um fará o que sentir que seja a vontade do Senhor e, mais uma vez, declaramos que estamos ao vosso dispor em algo que possamos fazer para ajudar a igreja local onde os amados irmãos estão a servir a Deus. Não hesitem em contactar-nos.

Sem outro assunto, subscrevemo-nos com amor em Cristo Jesus, nosso Senhor.

A Direcção da Comunhão de Igrejas de Irmãos em Portugal,
Samuel Pereira, Joel Pereira, Victor Encarnação, António Alves, Ivan Fletcher.