Igrejas Pedrogão Grande

Situação das igrejas nas zonas dos incêndios de Pedrógão Grande

Por solicitação de alguns irmãos sobre a situação dos irmãos das nossas assembleias tenho a informar o seguinte:

Do que tenho averiguado, os incêndios de Góis e da Lousã têm se situado relativamente longe destas duas vilas, locais onde temos casas de oração, embora ainda continuem activos.

Em relação aos nossos irmãos de Castanheira de Pêra, ainda não tenho qualquer informação por causa do telefone se encontrar indisponível.

A situação mais crítica que tivemos foi em relação aos nossos irmãos da Igreja em Viavai, mas também aí podemos ver a mão de Deus a Cuidar dos seus filhos.

No Domingo, de tarde enquanto realizávamos o culto, podia-se ver as chamas na encosta perto da Casa de Oração, porém as mesmas não entraram na aldeia.

Um casal de Irmãos que vivem em Avelar e trabalham em Castanheira de Pêra também testemunhavam que o seu patrão lhes tinha pedido para irem trabalhar no dia 15 feriado em vez de Sábado, pedido a que eles acederam e por isso no Sábado estavam em casa. Se não tivesse havido esta troca, no Sábado também teriam de regressar a casa pela “estrada da morte” onde foram apanhadas a maior parte das vítimas. Mais tarde também testemunharam que, embora tenham ardido outras indústrias e tudo tenha ardido em volta a fábrica onde trabalham, esta não ardeu e assim o seu posto de trabalho foi preservado.

Outra irmã testemunhou-nos hoje mesmo que na Sexta-feira os funcionários da Câmara andaram a limpar todos os pastos em volta da sua casa, por isso, no Sábado quando o fogo passou, a sua casa e o seu quintal ficaram totalmente preservados.

Para alguns podem ser coincidências, mas para estes irmãos são testemunhos reais do cuidado de Deus para com eles.

Existem no entanto marcas que ficaram. Os nossos irmãos que trabalham em Castanheira de Pêra tiveram colegas que foram apanhados pelo fogo, colegas que trabalhavam mesmo aos seu lado e que deixaram uma menina de cerca de 13 anos órfã de pai e mãe, um nosso irmão de Viavai que trabalha na escola teve colegas seus que foram apanhados pelo fogo e morreram. Além destes, muitos dos outros que faleceram ou eram seus vizinhos ou pessoas com quem se relacionavam.

Oremos para que o Senhor console os enlutados, que console os nossos irmãos e que os use também para serem consoladores e bênção para os que ficaram.

Oremos também para que o Senhor envie chuva para apagar estes incêndios que continuam a devastar o nosso país.

No amor do Senhor,
Samuel Ferreira